julho 26, 2011

sinto falta...



Já senti falta de tantas coisas na vida...
De pessoas, de lugares, de respeito, de amor, de tempo, de consideração, de fé e até de coisas materiais,
mas nenhuma saudade ou necessidade pode ser comparada com o que sinto agora...
Não tem como explicar a dor de ter um bebê e sair do hospital com as mãos vazias.
É difícil ter hora marcada para ver aquilo que é seu...
É ainda mais difícil ver aquele pedacinho de gente lutando como se fosse um gigante e você ali sem poder fazer absolutamente nada.
Agora meus dias são assim...
Nada mais faz sentido, nada mais me completa, nada me consola.
Sou um corpo que anda, que come, que escreve e que dorme sem ter alma.
Minha alma está lá, naquela incubadora, fazendo carinho na minha filhinha.

julho 19, 2011

para Theodora...


um mês, uma semana e um dia...
entre lutas e vitórias, apnéias, transfusões, infecções, paradas cardíacas e respiratórias...
você insiste, reage e resiste...
quanta força menina!
quanta coragem!
que orgulho ser sua mãe!
estou com você...
a cada segundo, mesmo quando temos que estar separadas...
nada mais faz sentido sem seus olhos, seu chorinho e seu cheiro.
nenhum amor é maior que este e nenhuma dor maior que a de te ver sofrer.
que Deus atenda minhas petições e te traga para meus braços.
que as incertezas virem certezas.
que o vazio deste quarto seja preenchido com seus choros e risadas.
que você venha e traga de novo o sorriso para a minha alma que neste momento chora...

te amo infinitamente
Mamãe

julho 01, 2011

agora é...


“Deus está em toda a parte, mas o homem somente o encontra onde o busca..."

(Textos Judaicos)