dezembro 24, 2011

então...

John Lewis - The Long Wait from Blink on Vimeo.


o Natal chegou!
Vou sobreviver...
Desejo a todos muita paz, amor, saúde e momentos felizes.
Agradeço do fundo do coração todo carinho de vocês.
Beijinhos

Lyz Fatori

dezembro 14, 2011

saudades da minha estrelinha...



Sem vontade de nada, liguei o computador e fui passear lá nos pequenos guerreiros, um blog que me deu muita força e esperança, enquanto a Thetê estava no hospital. Como não conseguia dormir direito, passava a noite lendo e relendo as histórias de lutas, sucesso e de vitória dos prematuros ali narradas. Dizia para mim mesma que quando a Theodora saísse do hospital, escreveria meu depoimento para ajudar outras mães na mesma situação que eu. Infelizmente, meu primeiro contato com a Monica (autora do blog), não foi para contar uma história com final feliz...
Hoje quando passei por lá, vi que a Monica vai abrir espaço no blog toda última quarta-feira do mês para as “estrelinhas” e fiquei muito emocionada com a explicação que ela deu para o motivo do nome “estrelinha”, eu também já tinha lido e me emocionado com esta historinha numa época em que jamais imaginaria viver algo assim...
Mais emocionada eu fiquei, quando procurei no You tube e encontrei um vídeo da histórinha com a trilha sonora de uma das minhas músicas preferidas , a It will be me que a Melissa Ethridge, fez para o filme Irmão Urso II.
Depois disso tudo, eu tinha que me manifestar...
Tinha que gritar para todo mundo que eu não agüento de saudades da minha estrelinha, que eu estou tentando... Cada segundo, todos os dias, encontrar uma razão para recomeçar, fazer planos, respirar e viver...
Obrigada pelo carinho, pelas palavras, pelas orações e por todo amor de cada um de vocês.
Sinceramente,
Lyz

novembro 01, 2011

agora é...

“Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz...”

(Charles Chaplin)

outubro 07, 2011

não quero...


hoje:

não quero encontrar quem me diga que tudo ficará bem
não quero que me elogiem e que digam que estou com uma aparência boa
não quero que fiquem com dó de mim
não quero uma roupa ou um cabelo novo
não quero olhar minha cicatriz no espelho
não quero ficar em casa e nem quero trabalhar
não quero falar ao telefone
não quero ir em festas, velórios ou parques
não quero ver crianças brincando
não quero entender a vida nem o porquê de nada
não quero pensar em viagens ou escolher uma cortina
não quero cozinhar nem assistir televisão
não quero almoçar nem jantar
não quero ir ao médico nem fazer nenhum tratamento
não quero planejar nada nem fingir contentamento
não quero ter forças, nem quero lutar
não quero reagir a nada nem agir a favor de nada

não quero nada.
tudo que eu queria já foi e nada mais será capaz de me fazer feliz completamente...
(Lyz Fatori)

setembro 06, 2011

obrigada!


Escrever para mim é tão comum quanto fazer xixi ou escovar os dentes.
Sempre tenho caneta e papel por perto e quando não escrevo, rabisco.
Escrevo se estou feliz, se estou com raiva, se estou amando ou chorando. Quando estou muito triste, com vontade de morrer, a única coisa capaz de me fazer ter forças é escrever. Talvez seja uma terapia alternativa que desenvolvi, por conta de todos os abusos que sofri. Foi assim em vários momentos da minha vida e também assim quando vi minha filha morrer.
Tenho escrito muito nestes dias negros e sem sentido, mas nada que deva ser publicado.
Não sei o que fazer, nem por onde começar.
Tenho vontade de ficar em silêncio, no entanto me sinto em dívida com pessoas que tão docemente têm acalentado meus tristes dias. Pode parecer pouco, mas só quem já passou pelo que eu estou passando é que pode entender a diferença que faz receber um recadinho de quem a gente nem conhece, um abraço do vizinho, uma ligação de um amigo distante, a visita de uma pessoa querida, um presentinho de uma irmã, o carinho da mãe...
Na verdade, depois que se perde um filho as coisas perdem o sentido, porém estes pequenos gestos fazem com que a gente perceba que ainda está aqui e que a vida continua.
Nunca desisti, sempre fui destemida e enfrentei de cabeça erguida todas as batalhas que a vida me proporcionou, mesmo as que ainda não tiveram um desfecho. No entanto, nada se compara ao que me aconteceu.
Quando estava grávida, uma pessoa me perguntou o que eu queria que a Theodora tivesse igual a mim e eu respondi rapidamente que gostaria que ela tivesse a minha coragem. Coincidência ou não, ela foi corajosa e destemida durante cada segundo dos 57 dias em que viveu e por este motivo, não posso deixar de sê-lo agora.
São muitas emoções, muitas questões e muitas lágrimas.
Amanhã fará um mês que vivi o pior momento da minha vida e que sobrevivi ao meu maior medo.
Sou uma mãe com um buraco no peito, que ainda tem leite, que ainda precisa perder cinco quilos, que ainda não digeriu o que aconteceu, que ainda olha para o quarto vazio de sonhos, de móveis, de fraldas sujas, de brinquedos e de vida sem entender nada.
Sou uma mulher com saudade daquilo que é mais sagrado, daquilo que não pode viver e nem dar.
Espero lá no fundo da minha alma, que ela tenha podido sentir de alguma forma, o quanto a desejei e o quanto a amei, amo e amarei.
Só não me mato porque sei que não a encontrarei.
Por enquanto continuo aqui tentando sobreviver.
Obrigada pelo carinho, orações, energias positivas, palavras, enfim, obrigada a cada um de vocês que de alguma forma se faz presente neste momento tão difícil.
Minha casinha está bagunçada, o leite derramou no fogão e não tenho bolo quentinho para oferecer, mesmo assim é muito bom receber você aqui.
Bjinhos
Lyz

setembro 01, 2011

agora é...

"A vida não passa de uma oportunidade de encontro;

só depois da morte se dá a junção;

os corpos apenas têm o abraço,

as almas têm o enlace."

(Victor Hugo)

agosto 17, 2011

despedida...

O texto abaixo, foi o mais difícil que já escrevi e já li na minha vida, mas foi o que o meu coração queria dizer no velório da minha filha. Fui forte e consegui ler até o fim, com a dignidade que ela merecia que eu tivesse naquele momento. Hoje deixo aqui a única foto que tenho com ela, num dos momentos mais sublimes que já vivenciei e que nunca mais existirá.
Não sei o que será de mim, mas estou lutando como sempre.
Por enquanto é só tristeza.
Tenho lido todos os comentários, emails e recados e tem sido bom sentir o carinho de vocês.
Continuem torcendo por mim.
Bjs
Lyz


Sempre quis ser mãe...
Por toda minha vida, desejei ter uma filha.
Theodora é um nome de origem grega, que significa uma dádiva vinda do coração de Deus e foi por este motivo que escolhemos este nome.
Ela foi um presente que Deus me deu e que decidiu tomar.
Todo amor que existe em mim está aqui.
Todos os meus sonhos, planos, esperança e fé, estão aqui, mortos com a minha filha.
Minha alma está sangrando e meu coração está despedaçado.
Não existe palavra ou atitude que faça ela voltar.
Não existe nada que me faça entender.
Sinto uma dor enorme que nenhum remédio será capaz de curar.
Nasceu num dia frio e chuvoso, trouxe luz e amor para nossas vidas.
Tão pequena, tão valente, tão guerreira e tão linda.
Ficou lá, sozinha naquele hospital e mesmo de longe conseguiu comover inúmeras pessoas e despertar o amor.
Uniu a família, quebrou barreiras religiosas, incentivou a fé.
Lutou, reagiu, resistiu...
Ensinou-me a dar importância ao que realmente importa.
Até em seus últimos momentos de vida, abriu os olhos e sorriu.
Estávamos lá...
Ao seu lado.
Não é fácil ver um filho sofrer tanto.
Nós não podíamos mais suportar tanta dor.
Pedimos e Deus atendeu.
Atendeu a oração que menos desejávamos fazer.
Deu descanso a nossa pequena.
Num domingo ensolarado de inverno, ele levou nosso pequeno raio de sol.
Não sei até quando meus dias serão cinzas, ou se um dia o sol voltará a brilhar, mas preciso agradecer, pelos amigos, pela família, pela minha mãe e o Lê estarem comigo e pelo privilégio de ser para sempre a mãe da Theodora.
Meu amor por ela será eterno e minha saudade será infinita.
(Lyz Fatori)

agosto 09, 2011

dias cinzas...


Meus dias agora são nublados e cinzas...
Deus levou meu raio de sol e nada irá me consolar...
Mesmo que um dia o sol volte a brilhar, faltará um pedaço em mim.
Minha alma está de luto.
De todo amor que já pude sentir, este foi o maior.
Obrigada filha por me fazer sua mãe.
Sentirei sua falta, lamentarei por não tê-la aqui e te amarei por toda a minha vida.
Diz para o papai do céu que eu estou muito brava com ele que ele vai entender.
Saudades infinitas
Mamãe

agosto 08, 2011

acabou...

Não sei poque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...
Você marcou a minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate...
E eu!
Gostava tanto de você...
Gostava tanto de você...
(Édson Trindade)
Amo tanto você!
Não sei como será...
(Mamãe)

agosto 02, 2011

não vá...


imagem daqui
É madrugada.
Não quero dormir sem saber de você.
Seus últimos dias não foram nada fáceis e agora você parece cansada.
Eu sinto que está cansada.
Também estou...
Estou cansada de te ver sofrer.
Ligo no hospital para saber o resultado do seu hemograma.
Do outro lado a enfermeira me diz tudo que eu não quero ouvir.
Desligo o telefone em prantos.
Não sei mais o que pedir.
Nem sei se devo te pedir para agüentar mais esta.
Só sei que nada mais faz sentido.
Queria que soubesse o quanto significa para mim.
Que é tudo o que eu mais desejei na vida.
Que sempre esteve nos meus sonhos e no meu coração.
Queria poder te pegar agora nos meus braços e dizer que tudo isto vai passar.
Que vale a pena suportar.
Que eu serei uma boa mãe.
Que você terá um pai maravilhoso, uma família apaixonada e amigos dedicadíssimos que te amam como nunca eu mesma poderia imaginar.
Que este mundo é estranho e às vezes até cruel, mas que com amor, a gente faz tudo isto ficar pequeno e faz as pequenas coisas ficarem muito interessantes.
Amor.
Isto você tem de montão.
Isto é o que eu sinto por você como nunca senti por nada e por ninguém.
Isto é que me faz acreditar, ter esperanças.
Quero que o conheça.
Quero que o sinta.
Quero que viva.
De que me importa ter sobrevivido se você não ficar comigo?
Por favor, resista.
Por favor, não vá.
Fique comigo.

agosto 01, 2011

agora é...

“Renda-se, como eu me rendi.

Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei.

Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

(Clarice Lispector)

julho 26, 2011

sinto falta...



Já senti falta de tantas coisas na vida...
De pessoas, de lugares, de respeito, de amor, de tempo, de consideração, de fé e até de coisas materiais,
mas nenhuma saudade ou necessidade pode ser comparada com o que sinto agora...
Não tem como explicar a dor de ter um bebê e sair do hospital com as mãos vazias.
É difícil ter hora marcada para ver aquilo que é seu...
É ainda mais difícil ver aquele pedacinho de gente lutando como se fosse um gigante e você ali sem poder fazer absolutamente nada.
Agora meus dias são assim...
Nada mais faz sentido, nada mais me completa, nada me consola.
Sou um corpo que anda, que come, que escreve e que dorme sem ter alma.
Minha alma está lá, naquela incubadora, fazendo carinho na minha filhinha.

julho 19, 2011

para Theodora...


um mês, uma semana e um dia...
entre lutas e vitórias, apnéias, transfusões, infecções, paradas cardíacas e respiratórias...
você insiste, reage e resiste...
quanta força menina!
quanta coragem!
que orgulho ser sua mãe!
estou com você...
a cada segundo, mesmo quando temos que estar separadas...
nada mais faz sentido sem seus olhos, seu chorinho e seu cheiro.
nenhum amor é maior que este e nenhuma dor maior que a de te ver sofrer.
que Deus atenda minhas petições e te traga para meus braços.
que as incertezas virem certezas.
que o vazio deste quarto seja preenchido com seus choros e risadas.
que você venha e traga de novo o sorriso para a minha alma que neste momento chora...

te amo infinitamente
Mamãe

julho 01, 2011

agora é...


“Deus está em toda a parte, mas o homem somente o encontra onde o busca..."

(Textos Judaicos)

junho 29, 2011

um milagre...

Querida Theodora
Hoje faz vinte e um dias que as coisas saíram do que seria considerado normal...
Na consulta médica do dia oito, a mamãe descobriu que todo aquele inchaço das duas últimas semanas era um mau sinal.
O Dr. Bonanséa solicitou alguns exames e após os resultados tive uma triste notícia, seria internada e caso minha pressão não fosse controlada, o parto seria induzido.
29 semanas apenas...
Você ainda não estava pronta e só por um milagre sobreviveria...
Arrumei minha mala em prantos.
Seu pai e toda a família ficaram atordoados.
Fui para o chuveiro e fiz uma oração, não queria te perder.
Tanto sentimento, tantos sonhos, tantos planos e agora tudo parecia fugir das minhas mãos.
Olhava para o quarto quase pronto, para suas roupinhas e nada mais fazia sentido...
Fui internada.
Dois dias tentando controlar a pressão e nada. O inchaço só aumentava, pés, mãos e rosto, eu estava irreconhecível.
Eram 23 horas do dia dez e a pressão chegou em 24 por 12, nosso médico decidiu que não poderia mais esperar, estávamos em risco.
A mamãe não queria, mas não tinha escolha.
Eclampsia.
Foi tudo muito difícil, mas às 02:05 horas do dia onze de junho, você nasceu...
Eu nem pude te ver, te tocar...
Fomos separadas e encaminhadas para a UTI, só um milagre nos juntaria novamente.
Pequena e frágil...
Trinta e um centímetros sua medida e um quilo e sessenta seu peso.
Sem contar que durante o parto meu útero contraiu e para tirá-la o médico acabou quebrando seu braço direito.
Quanto sofrimento...
Que luta!
Três dias se passaram e o milagre estava acontecendo, nós estávamos vivas, ainda debilitadas, mas vivas e eu consegui autorização da médica da UTI para ver você...
Não tenho palavras para descrever o turbilhão de sentimentos dentro de mim ao entrar na UTI Neonatal e colocar os olhos em você tão pequena e tão valente dentro daquela incubadora.
Todo amor existente em mim estava ali.
Tão linda e tão perfeita.
Chorei, orei e acreditei.
Pedi a Deus que aliviasse o seu sofrimento e que cuidasse de você com suas mãos.
Minhas preces foram ouvidas e você está surpreendendo a cada dia.
Eu também estou melhor.
Todos os dias é uma maratona, remédios de três em três horas, duas visitas no hospital que fica bem longe da nossa casa. Só a mamãe, o papai e os vovôs podem te ver. Dos titios, só a tia Gui te conhece, porque ela estava lá quando você nasceu, já os outros estão morrendo de vontade de te conhecer, mas ainda não podem.
Você é tão querida que nem faz idéia.
Em casa, o telefone não pára de tocar, todos querem saber como você está.
No hospital, as médicas, as enfermeiras e as faxineiras são todas apaixonadas por você e acompanham todos os seus movimentos.
Você já segura com força o dedo da mamãe e do papai.
Quando te dão banho seus cabelos ficam loirinhos...
Você é ágil e esperta.
Foi registrada com o nome que escolhemos, o sobrenome da vózinha e o do papai, posso até imaginar a carinha de satisfação que ela faria ao saber que colocamos Fatori em você e o quanto ela te amaria...
No último domingo tivemos nossa primeira vez, passei à tarde no hospital com você no meu peito, um projeto que se chama Mamãe Canguru e é feito para restabelecer os laços entre mães e filhos prematuros.
Foi uma delícia sentir você, ouvir seu chorinho gostoso reclamando da respiração artificial, sentir o milagre da vida...
Você é meu maior sonho, meu maior desejo, minha maior realização, minha maior esperança e por mais redundante que pareça ser, você é o que o seu nome significa: O melhor presente que Deus me deu.
Desejo que estes dias passem logo, que você cresça, fique forte e saudável para que possamos viver juntas a melhor e mais linda história.
Estamos esperando e torcendo por você.
Com muito amor
Mamãe

junho 01, 2011

maio 31, 2011

decidido...

Sempre gostei de ler o significado e a origem dos nomes e particularmente acho que o nome traz muita coisa para o dono.
Há muito tempo (muito tempo mesmo), li em algum lugar que o nome Theodoro era de origem grega e significava uma graça vinda do coração de Deus, achei lindo e decidi que meu filho teria este nome, mas nunca imaginei na forma feminina. No entanto tanta coisa aconteceu nesta “gravidez de surpresa”, que minha bebê é mesmo um milagre do coração de Deus e por este motivo, nenhum outro nome seria tão perfeito como Theodora.
Daí, depois de tantas conversas, tantos nomes lindos e mais comuns, tantos pitacos, tantas opniões contrárias e tanta cara feia, decidimos que o nome dela será mesmo Theodora.

maio 26, 2011

um ano e um mês...







Bebel Caramel

Amo seu olhar, seus gestos, suas mãos, sua voz, suas dancinhas e seu carinho...
Só de pensar em você meus olhos marejam...
Obrigada por me fazer tia...
Obrigada por me fazer sua...
Obrigada por existir...
Amo! Amo! Amo você!

maio 18, 2011

tenho que lembrar...

No dia 18 maio, é lembrado em todo o Brasil o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Instituída em 2000 pela lei federal n° 9.970, a data foi escolhida em razão de um crime ocorrido na cidade de Vitória (ES), em 1973. A vítima foi Araceli Cabrera Sanches, uma menina de 8 anos, que foi raptada, violentada e morta. Os criminosos são jovens da alta sociedade, que estão impunes até hoje.

maio 09, 2011

primeira vez...

Tô rindo a toa de tanta alegria...
Vivi meu primeiro dia das mães com direito à surpresa e tulipas.
Presentes lindos, mas nada comparado a um cartãozinho escrito pelo papai...


Será minha bebê Theodora?


será?

maio 01, 2011

hoje...

a FESTA é nossa!


imagem daqui

ontem...

“O carinho é responsável por nove-décimos de qualquer felicidade

sólida e durável existente em nossas vidas."

(C. S. Lewis)

agora é...


“Não importa saber se a gente acredita em Deus,

o importante é saber se Deus acredita na gente..."

(Mário Quintana)

abril 28, 2011

ouvindo...

faz bem para a mamãe...
faz bem para o bebê...



"Sem a música, a vida seria um erro."
(Friedrich Nietzsche)

abril 27, 2011

presentinhos...

Coisinhas fofas que a Tia Mi deu para a bebê...


Coelhinho fofinho...


Macacão para usar na maternidade...


sapatinho rosinha...


sapatinho vermelhinho...


manta de malha dupla-face com estampa de oncinha e floral ...


bolerinho rosinha...


bolerinho branco...


kit de babadores fofos...


kit de roupinhas de gatinha...


Kit de roupinhas de macaquinha...


conjuntinho lindo vermelhinho...


bory de NY...

Kit de higiene da Johnson's...

P.S.: Obrigada Titia!

abril 26, 2011

happy day...

Hoje minha sobrinha linda fez um aninho e eu estou muito feliz!
Já anda, já fala, já abraça, já beija, já dá tchau e já dança...
Uma coisa fofa!

Parabéns Bebel!

Que Deus continue te abençoando!

A titia te ama muito!