dezembro 04, 2010

ser tia é...



Este foi o ano de ser tia, primeiro a Bebel e agora o Samuel.

Mas antes disto tudo acontecer, eu fui tia do Kike, da Bu e da Lálá. Fui não, sou. Sou tia deles, tia mesmo, daquelas que troca fraldas, dá banho, cuida quando a mãe precisa, leva e busca na escola, pinta, faz conta, brinca, acompanha a mãe no pediatra e até torce para o São Paulo (credoooooo!) de vez em quando, só para não ver aquela carinha de anjo triste. Meus sobrinhos tortos não têm o meu sangue, mas têm o meu amor, carinho e dedicação incondicional. Consequentemente, minha mãe virou avó torta e minhas irmãs tias deles. Então aqui em casa é assim, uma casa aberta para eles se sentirem acolhidos, amados e muito especiais. Desejo do fundo do meu coração que nós tenhamos este mesmo tipo de contato com a Bebel e com o Samuel, para que eles possam saber que são mais importantes que tudo para nós.

Este é o meu pedido de hoje para o Papai do Céu.

Obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

fico feliz quando leio o seu recadinho...
obrigada!