outubro 30, 2010

é...



É!
A gente quer valer o nosso amor
A gente quer valer nosso suor
A gente quer valer o nosso humor
A gente quer do bom e do melhor...

A gente quer carinho e atenção
A gente quer calor no coração
A gente quer suar, mas de prazer
A gente quer é ter muita saúde
A gente quer viver a liberdade
A gente quer viver felicidade...

É!
A gente não tem cara de panaca
A gente não tem jeito de babaca
A gente não está
Com a bunda exposta na janela
Prá passar a mão nela...

É!
A gente quer viver pleno direito
A gente quer viver todo respeito
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação...

É! É! É! É! É! É! É!...

É!
A gente quer valer o nosso amor
A gente quer valer nosso suor
A gente quer valer o nosso humor
A gente quer do bom e do melhor...

A gente quer carinho e atenção
A gente quer calor no coração
A gente quer suar, mas de prazer
A gente quer é ter muita saúde
A gente quer viver a liberdade
A gente quer viver felicidade...

É!
A gente não tem cara de panaca
A gente não tem jeito de babaca
A gente não está
Com a bunda exposta na janela
Prá passar a mão nela...

É!
A gente quer viver pleno direito
A gente quer viver todo respeito
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação...


(Composição: Gonzaguinha)



outubro 26, 2010

limitada...

Desde setembro a tendinite no braço direito está "atacada", estou sentindo muita dor e por este motivo estou um tanto quanto devagar com minha casinha aqui, com meus email e redes sociais. Fico muito triste por isto, pois uma das características mais forte da minha personalidade é colocar a "mão na massa", preciso das minhas mãos para fazer tudo que gosto de fazer, principalmente escrever, mas está difícil...
Como para tudo na vida se dá um jeito, vou dando o meu jeitinho e escrevendo de pouquinho em pouquinho até ficar melhor.
Torçam por mim!
Bjinhos
Lyz

morreu...

Paul

o polvo que se tornou famoso por acertar os resultados dos jogos da Alemanha na Copa de 2010.

outubro 22, 2010

metades...

“Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão,
continuaremos a nos buscar em outras metades.
Para viver a dois, antes, é necessário ser um."

(Fernando Pessoa)

outubro 20, 2010

casei...

Com uma caneta vermelha, desenhei um coração no lado esquerdo do meu pulso esquerdo.
Gostei!

Tanto que resolvi casar com ele...

Agora viveremos felizes para sempre!

outubro 19, 2010

lembrei...

Tem coisas que só acontecem comigo...
Uma delas foi cair na academia e romper os ligamentos do tornozelo esquerdo.
Já faz tempo.
Quase uma década.
Como tive que ficar de molho no sofá com a perna engessada, aproveitei o tempo para bordar uns paninhos de prato. Cerejas, flores, corações, tulipas e até bordado xadrez.







e hoje eu estou aqui lembrando desta história, só porque abri minha caixinha de bordar...

outubro 18, 2010

outubro 05, 2010

finalmente...

assisti Comer, Rezar e Amar

Acho que o livro nos proporciona a uma viagem particular sobre nossa ótica, já o filme faz a gente viajar na fantasia do cinema. Além da ótima fotografia, dá para rir bastante, eu adorei...


Segundo o crítico de cinema Celso Sabadin, o livro foi transformado em um filme que agrada a todos.

- É um autêntico filme de autoajuda, daqueles que falam tudo o que o espectador quer ouvir, evita grandes perturbações, explora grandes amores em ambientes idílicos e – consequentemente – faz a plateia sair do cinema com uma grande sensação de saciedade.

O longa-metragem estreou na sexta-feira (1º) em todo o Brasil. O Cineclick selecionou algumas curiosidades sobre a produção para você entrar no clima. Confira abaixo os fatos mais curiosos:

1) Crítica italiana desdenhou do filme

Apesar de o filme, e também o livro, mostrar muitos pontos positivos da Itália, a imprensa italiana desdenhou da produção. O jornal diário La Stampa taxou o filme de kitsch. Já o crítico Curzio Maltese, do jornal romano La Repubblica, afirmou que a trama retrata os italianos de forma caricata, o que gerou uma onda de críticas negativas na imprensa italiana.

2) Troca de time deixou italianos furiosos

Pense em um livro, sucesso de vendas no mundo inteiro, que retrate um dos personagens centrais como torcedor fanático do Corinthians. Porém, no filme baseado na publicação, o mesmo personagem é mostrado como um torcedor palmeirense. Polêmico, não?

Foi exatamente isso o que aconteceu em Comer, Rezar, Amar. Os roteiristas do longa-metragem transformaram Luca Spaghetti, guia e amigo da protagonista, torcedor do Lazio, em um torcedor do Roma - times romanos rivais e que, segundo a autora, no próprio livro: "a rivalidade entre eles é capaz de dividir famílias e bairros felizes, transformando-os em zonas de guerras civil".

A mudança não agradou nem um pouco ao Luca Spaghetti da vida real, que acompanhou alguns dias de filmagens. Em entrevista para o jornal La Stampa, ele diz que chegou a reclamar para os produtores do filme. Mas o máximo que ele conseguiu foi que o ator que o interpreta na trama, Giuseppe Gandini, usasse, por alguns instantes, um cachecol do Lazio.

E se você pensa que ele foi o único a não gostar da "pequena" alteração, engana-se. Foi até iniciada uma campanha na internet , chamada de "come, reze, ame e leia o livro, mas não vá ao cinema", criadas por torcedores do Lazio - é claro.

3) De Hollywood para o hinduísmo

Na Índia, durante as filmagens de Comer, Rezar, Amar, Julia Roberts se encantou com o hinduísmo e tornou-se praticante. A atriz, que nasceu em berço católico e batista, também incentivou a participação de toda a sua família - ela carregou os três filhos, Hazel, Phinnaeus e Henry, e também o marido, o cinegrafista Daniel Moder, em todas as celebrações que presenciou enquanto esteve no país.

4) O livro é um sucesso de vendas

O livro que deu origem ao filme figurou na lista dos mais vendidos do conceituado jornal americano The New York Times por mais de um ano, além de ser eleito como um dos cem melhores livros de 2006, também pelo mesmo veículo. A publicação foi traduzida em mais de 36 idiomas e, até o início de 2010, teve mais de 4 milhões de exemplares vendidos. Nomes como Hillary Clinton e Elle MacPherson elogiaram o trabalho da jornalista.

5) Como ser brasileiro?

O ator espanhol Javier Bardem, par romântico de Roberts no filme - ele interpreta Felipe, o brasileiro com quem Gilbert se relaciona quando está em Bali - pediu ajuda de um amigo brasileiro para compor seu personagem. Em algumas entrevistas, Bardem afirmou que tentou evitar carregar no sotaque gringo e utilizar gestos e movimentos que fizesse de sua atuação o mais brasileira possível.

6) Cenários reais

Muitas cenas dos filme foram filmadas nos próprios locais descritos no livro. Por exemplo, a produção filmou na verdadeira casa de Ketut Liyer, um personagem importante da sequência de Bali. De acordo com o diretor do filme, era importante para ele fazer jus aos lugares que Gilbert percorreu durante sua "aventura".

7) Presença constante da autora

Ao contrário de muitas adaptações literárias para o cinema, Comer, Rezar, Amar contou com a participação da autora constantemente. Ela mesma garantiu que nenhum detalhe ficou sem sua aprovação, ou pelo menos, sem a sua opinião. Durante a escrita do roteiro, os roteiristas Ryan Murphy e Jennifer Salt trocaram diversos e-mails e telefonemas com Gilbert - que os auxiliou em cada momento.

8) Música brasileira no filme

Além de ter um personagem brasileiro, o filme conta também com canções brasileiras, fazendo uma "ponte" com a Bossa Nova. Músicas como Wave, de Tom Jobim, na voz de João Gilberto, e Samba da Canção, de Vinicius de Moraes e Baden Powell, cantada por Bebel Gilberto, podem ser ouvidas no decorrer da história.

9) Fotografia feita por vencedor do Oscar

E para terminar, porém, não menos importante, a fotografia do filme - elogiada pela crítica mundial - foi realizada por Robert Richardson, vencedor do Oscar em 2005, por O Aviador.

fonte aqui, mais sobre o filme aqui

como?

como estou, com quem estou, quantas aulas dou por semana, quanto escrevo, cozinho, pinto ou costuro, quanto ganho, como, oro, me exercito, falo ou gasto?

"A indiferença é a maneira mais polida de desprezar alguém." (Mário Quintana)

outubro 04, 2010

me faz bem...

beber MUITA água!

Bebo tanta água que em uma empresa que trabalhei meu apelido era Lyndóia.
Gosto em temperatura ambiente, odeio gelada e não vivo sem uma garrafinha por perto. Desde adolescente tenho a mania de acordar e tomar dois copos de água em jejum (500ml), só depois de uma meia hora é que tomo o sagrado café da manhã com leite, café e pão com manteiga (tem coisa melhor?). Pode parecer bobeira mas hoje com quase 32 anos, posso ver a diferença na pele do corpo inteiro. Acho que e
sta é a maior dica de beleza e saúde que existe. Faça um teste e comprove.

Uma semana ótima e saudável para todos!
Bjinhos
Lyz


P.S.: Só temos que prestar atenção em beber água e ir ao banheiro sempre que der aquela vontadinha de fazer xixi, caso contrário aparecem as indesejáveis infecções urinárias e aí não adianta nada cuidar de um lado e descuidar do outro, né?

pior que está, fica sim!

Não sei se lembram, mas comentei aqui a minha indignação com a campanha eleitoral deste ano. Pior que "pior que está fica sim" e já ficou... Olha só:

"Com 1,353 milhão de votos, o Tiririca, ou Francisco Everardo Oliveira Silva, do PR, tornou-se o deputado federal mais votado das eleições de ontem. Com sua expressiva votação, ele arrasta pelo menos mais três deputados da coligação. Nas vagas "abertas" por ele entraram Otoniel Lima (PRB), Vanderlei Siraque (PT) e o delegado Protógenes Queiroz (PC do B)."

Fonte: daqui

P.S.: A gente tem que começar a prestar mais atenção. Tem que começar a entender interesses políticos e as artimanhas criadas pelos publicitários. Sabiam que vários deputados da coligação do partido do Tiririca cederam o tempo no horário eleitoral gratuito para ele? Porque será, heim? Nada contra o Tiririca, aliás eu mesma ri muito de todas as vinhetas dele e cada um vota em quem acha que deve. Revolta com a palhaçada que é a política em nosso país tudo bem, mas daí a favorecer estas conspirações não dá, né?

outubro 03, 2010

dona mathilde...

Coisa boa é almoço de domingo com a família toda juntinha... É panela que não acaba mais, pratos, talheres, copos e aquela bagunça pela casa. Família boa é aquela que conversa, que brinca, que faz piada e barulho, melhor ainda quando se tem um bom motivo para a reunião. Hoje a família do Lê tinha um ótimo motivo para se reunir (comemorar o casamento do primeiro neto), e como em todos os encontros desta família, a estrela foi ela, a dona Mathilde.
Dona Mathilde é adorada pelos netos e amada ao extremo pelos filhos. Não tem aquele visual de nona italiana, mas cozinha que é uma beleza. Traços finos, voz macia e um rostinho que denuncia a "cara" de patricinha que devia ter quando era mocinha. Tanta delicadeza esconde a história de uma vida dura, de um amor proibido, de uma viuvez precoce. Basta você ficar um pouquinho perto dela para descobrir que conhece de tudo um pouco, que é culta e que está sempre preocupada com o bem estar da família.
Achei lindo quando o noivo disse que a única pessoa que tinha lugar reservado na igreja era a vó, lembrei da minha vózinha e da vontade que tinha de que ela estivesse no meu casamento...
Nas voltas que a vida dá, eu recebi de presente um namorado com uma família assim e principalmente com esta mãe. Desde o primeiro momento com eles, senti aquela coisa boa no coração que traduzo como PAZ e HARMONIA e sou muito grata a Deus por isto.

(Miguelito, dona Mathilde, eu e a noivinha)


P.S.: Após saber que a Dona Mathilde tinha feito coxinha para mim, a noiva fez chantagem (rsrsr) e adivinhem? Hoje após o almoço teve a coxinha "especial" de frango para todo mundo e euzinha comi até cansar...
Que delícia!
Só assim mesmo prá eu comer carne...

hoje...

estou decidindo com que roupa eu vou...

outubro 02, 2010

solidão...

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo...

Isto é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar...

Isto é saudade.

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos...

Isto é equilíbrio.

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida...

Isto é um princípio da natureza.

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...

Isto é circunstância.

Solidão é muito mais do que isto.

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma...

(Chico Buarque de Holanda)

antes de votar...

Amanhã vamos decidir o futuro do nosso país. Infelizmente devido a falta de boas opções fica cada vez mais difícil escolher em quem votar. As campanhas publicitárias são bem feitas, bem planejadas e usam todos os artifícios disponíveis para nos convencer. Pense bem e pesquise sobre seu candidato antes de votar. Ótimo final de semana para todos!

outubro 01, 2010

agora é...

“Me perco, me procuro e me acho.

E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar.

(Clarice Lispector)