março 17, 2010

hatha yoga - Como e para que serve


Este sistema que ficou conhecido no ocidente como o yoga do corpo, seria melhor entendido como o yoga através do corpo.

Esta foi a grande idéia dos antigos sábios que perceberam o corpo como um instrumento para experiências e treinamento de atitudes. Reconhecendo a estreita relação entre mente, corpo e espírito, o que o Hatha Yoga propõe é começar o caminho espiritual pelo mais fácil, a nossa manifestação mais grosseira, ou seja, o corpo. Sabiamente os exercícios “físicos” de yoga (asanas) encontram na nossa língua a palavra postura como melhor tradução.

Os padrões posturais têm relação direta com emoções, qualquer um pode reconhecer o estado deprimido de um amigo pela postura assumida, ou o estado tenso de alguém pela rigidez dos músculos. As emoções interferem direta e rapidamente no corpo, pessoas morrem na copa do mundo de futebol porque o time perde e também porque o time ganha.

O caminho inverso é o caminho do Hatha Yoga, fazer do corpo uma possibilidade de nos tornarmos amigos de nós mesmos, desenvolvendo um diálogo interno, um diálogo carinhoso na busca do autoconhecimento.

Se a interferência da mente no corpo é rápida e imediata, é preciso lembrar que a interferência do corpo na mente, não acontece na mesma escala. O corpo não poderia expor a mente à modificações constantes do nosso estado emocional. Seria péssimo para nossa saúde se cada vez que tivéssemos que mudar de postura para uma ação, isto interferisse em nossas emoções.

O que demonstra a necessidade da prática constante e regular.Assim, Hatha Yoga não é “o que se faz” é o “como se faz”. Não é a amplitude, mas, a atitude no momento do exercício que interessa.
A diferença entre deitar e relaxar, é yoga. A diferença entre ficar sentado ereto e meditar, é yoga. Sem a atitude adequada, sem a busca da estabilidade e conforto durante a prática, poderíamos reduzir todo o sistema a uma espécie de ginástica lenta. O problema começa quando o yoga chega ao ocidente e não consegue ser compreendido por uma cultura diferente daquela de onde veio.
Na nossa cultura, quando se trabalha com o corpo, a estética está em primeiro lugar.
O que leva a maioria das pessoas às academias é a vaidade.

Alguns praticantes desavisados acabam utilizando este sofisticado método, para tirar gordurinhas e celulites. Sem dúvida, é uma subutilização da técnica, fico imaginando os antigos “Gurus” preocupados com a estética ou com os produtos das grifes internacionais para a sua prática. Porém, todos são bem vindos ao yoga.

Seja qual for o motivo que atrai o praticante, cabe ao professor mostrar o mais rapidamente possível que o real objetivo desta disciplina é a busca de um estado mental adequado para que nós encontremos a nossa verdadeira natureza.

(texto do Professor Marcos Rojo - meu mestre)

texto daqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

fico feliz quando leio o seu recadinho...
obrigada!