março 23, 2010

Happy Valentine's Day atrasado...



Tá atrasado, tudo bem...
Mas o vídeo é lindo e fofo d+!

P.S.: Para esquecer da DELL

a Dell não me respeita


"Porque há o direito ao grito.
Então eu grito."
(Clarice Lispector)


O sistema de atendimento técnico imposto hoje pela DELL para equipamentos fora de garantia é abusivo e desrespeitoso.

P.S.: Estou decepcionadíssima.

A/C: Ouvidoria da DELL

Gostaria de comunicar a minha indignação e insatisfação com o sistema de assistência técnica imposto pela DELL.

Em fevereiro de 2009, escolhi a DELL como fornecedora, por inúmeros motivos.

Ter um DELL vermelhinho já era um desejo antigo como podem ver numa postagem de fevereiro de 2009 no meu blog...

Verifiquei todos os modelos e configurações disponíveis existentes no site da empresa e com a ajuda de um amigo, escolhi a configuração do meu “filhote”. Um Inpiron 1525, Processador Intel® Core™2 Duo T6400 (2.0 GHz, 2 MB L2 cache, 800 MHz FSB) - BRH1587, vermelhinho como eu sempre quis. Entrei em contato com a área de vendas da DELL e fui atendida pela Amanda que fez o meu pedido e me mandou o boleto. No mesmo dia fui até o banco e feliz da vida, efetuei o pagamento. Agora era só aguardar.

Como em uma gravidez, esperei ansiosamente pela chegada do meu bebê. Arrumei o quarto e comprei vários acessórios para que ele encontrasse tudo pronto quando chegasse. O prazo de entrega não foi totalmente respeitado, existiu atraso, mas eu não queria stress, queria mesmo que ele fosse entregue.

No dia 12 de março de 2009, fiquei muito surpresa ao chegar em casa e encontrar “aquela caixa” sobre a mesa e dentro dela, ele, meu filhotinho tão esperado...

Desde então é um caso de amor. Eu e ele, ele e eu. Tenho até um link no meu blog dizendo: I LOVE MY DELL.

Nunca tive nenhum problema ou precisei utilizar o serviço de atendimento técnico da DELL, até porque sou ciumenta, cuido muito bem dele e ninguém põe a mão, meu uso é totalmente doméstico, nunca baixei programas com medo de vírus e ele nem sai do meu quarto.

Eu sabia que a garantia expiraria no dia 09 de março de 2010, então entrei em contato com o 0800 da DELL parasolicitar a proposta de valores referente a extensão da garantia. Qual não foi minha surpresa ao receber um boleto novecentos reais e trálálá. Imaginem! Se o seguro total de um carro que custa em média R$ 20.000,00 tem o valor aproximado de R$ 2.000,00, como pode a garantia de um computador que custou R$ 2.500,00 ser quase a metade do valor? Entrei em contato novamente com a DELL e questionei se existia algum outro tipo de plano mais em conta e fui informada que não.

Avaliando a situação e a minha falta de opção, acabei decidindo pela não renovação do serviço.

Mas...

Dez dias após o término da minha garantia, fui surpreendida com o fiozinho do mouse (que uso porque tenho tendinite e não consigo usar o mouse acoplado ao note), enroscado na gavetinha do leitor de CD e DVD. Abri a gaveta, desprendi o fio, fechei novamente a gaveta e adivinhem? O leitor parou de funcionar. Tentei abrir novamente e nada, o led nem acendia.

Entrei em contato com a assistência técnica da DELL para solicitar uma autorizada que efetuasse o reparo, aguardei mais de uma hora para ser atendida, ouvindo pacientemente aquela musiquinha infeliz. Fui informada que um técnico viria até a minha casa e trocaria o leitor, aí eu pedi um orçamento para que eu pudesse autorizar o serviço e de novo tive outra surpresa... O atendente pediu um momento e quando voltou, informou que a forma de trabalho da DELL era a seguinte: Eu pagaria o valor de R$ 967,23 para a visita do técnico e ganharia da DELL, mais um ano de garantia do meu computador, excluindo a bateria...

R$ 967,23?

Novamente eu argumentei e disse que precisava apenas da troca do leitor e que não dispunha deste valor para recontratar a garantia. O atendente foi incisivo em dizer que não era a recontratação da garantia e sim a troca do leitor.

Ora, se um computador completo, que contém: memória, disco rígido, câmera integrada, tela anti-reflexo, placa de vídeo, áudio de alta definição, gravador de DVD e CD, bateria de 6 células, sistema de wirelless, controle remoto e fones de ouvido, custa R$ 2.500,00, como pode a visita técnica do mesmo ser este valor?

Como?

Se existe um Código de Defesa ao Consumidor que diz que qualquer serviço só pode ser executado com a apresentação prévia do orçamento, que terá validade de dez dias e que neste orçamento deverá estar discriminado o valor da mão-de-obra, das peças empregadas, a forma de pagamento e os prazos de inicio e fim do trabalho, que uma vez aprovado, o orçamento só pode ser modificado por acordo entre as partes, pois o cliente não deve pagar nada além do que o orçamento estipular. Como pode uma empresa do porte da DELL, em plena ascensão, desconsiderar tanto o consumidor físico, com atitudes abusivas e procedimentos errados, impondo uma forma de trabalho que favorece apenas a empresa?

E eu, o que faço com o meu “note-filhote”?

Sim, porque não disponho deste valor, caso contrário teria renovado o “convênio médico” por mais dois anos e não estaria nesta situação.

Escolhi a DELL por confiar na DELL e paguei por isto, só não sabia que ao fazer esta escolha, estava assinando um contrato de parceria injusto, egoísta e abusivo.

Vou publicar esta carta no meu blog e aguardar uma resposta com o respeito que mereço.

Obrigada


P.S.: É só clicar que a imagem aumenta e daí dá prá ver o valor da cotação com discriminação de visita técnica.






hoje...


"Ser feliz sem motivo
é a mais autêntica forma de felicidade."
(Carlos Drummond de Andrade)

março 22, 2010

happy day...


Hoje meu amorzinho tá fazendo niver!
Que ele tenha uma vida MARAVILHOSA!

Parabéns Amor!
Obrigada por tudo!


"O amor é a poesia dos sentidos.

Ou é sublime, ou não existe.

Quando existe, existe para sempre e vai crescendo dia a dia. "

(Honoré Balzac)

esquecer...

"Esquecer é uma necessidade.
A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso,
precisa de apagar o caso escrito."
(Machado de Assis)

hoje estou...

com saudade da minha letra antes da TENDINITE!

março 20, 2010

iluminação...

"Agora, a luz que brilha acima do firmamento, impregnando todos os espaços, em todos os lugares, tanto abaixo quanto nos confins dos mundos, é também a luz que brilha dentro do ser humano."
(Upanixade Chandogya, Índia, 800-400 A.C)

março 18, 2010

um mundo melhor...

Já disse aqui que eu adoro esta música. Aliás, podem rir,mas é uma das minhas preferidas... Adorei saber que regravariam, adorei ouvi-la numa versão mais moderninha e adorei o fato de que mais uma vez, pessoas colocam à disposição de outros menos favorecidos, o seu talento e poder de influência. Espero do fundo do coração que esta atitude realmente leve ajuda à população do Haiti e que cada um de nós tenha a consciência de que "o mundo melhor" que tanto idealizamos, parte de nós, de nossas escolhas e atitudes.

para começar bem o dia...

Dizer ''bom dia'' ao Astro Rei segundo a tradição da Yoga é mais do que um simpático ritual: alonga o corpo, melhora a respiração e a circulação e deixa você cheia de vigor. Pode até queimar calorias e dar tônus muscular. Para isso, comece fazendo a seqüência uma vez por dia e aumente aos poucos, chegando, no máximo, a 12 repetições. Qualquer pessoa pode fazer a saudação, desde que não esteja com febre nem tenha problemas de coluna, como hérnia de disco; grávidas e crianças necessitam da supervisão do professor. Repita com calma os movimentos ensinados aqui. Para os hindus, Súria (deus sol) Namaskara (saudação) é um ato de adoração à vida.

1. Una os pés, deixando o peso do corpo à frente dos calcanhares. Com a coluna reta e os ombros relaxados, ergua o peito e a cabeça, junte as mãos em posição de prece e respire lentamente algumas vezes.

2. Inspire devagar. Junte as mãos abertas e leve os braços para trás, acompanhando o movimento com a cabeça, como se quisesse olhar através das mãos. Mantenha os pés firmes e imagine que seus quadris são o ponto de apoio, mantendo-os estáveis, sem projetá-los para a frente.

3. Solte o ar enquanto leva a coluna para baixo, procurando mantê-la esticada. Relaxe o pescoço, deixando a cabeça solta. Apóie as mãos ao lado dos pés, que continuam firmes no chão. Se necessário, dobre os joelhos.

4. Inspire devagar e dobre os joelhos, mantendo as mãos ao lado dos pés. Leve a perna direita para trás, deixando o pé esquerdo firme no chão. Abra os ombros, erga a cabeça e procure esticar a perna direita, imaginando uma linha reta que vai dos ombros ao calcanhar. Projete o tronco para a frente, deixando o peso sobre a perna esquerda.


5. Solte o ar enquanto estica a perna esquerda para trás. Se precisar, apóie os joelhos no chão. A coluna fica toda ereta, até a base do crânio. Projete o olhar para baixo, entre as mãos. Prenda o ar por alguns segundos.


6. Respire normalmente, curvando seu corpo como uma serpente, encostando os joelhos no chão e dobrando os braços. Os dedos dos pés se dobram e ficam apoiados no chão. Deixe o queixo ou a testa tocar o chão, conduzindo o resto de seu corpo, gentilmente.

7. Inspire, alongue os braços, elevando o tronco, mantendo os ombros abertos. Suas costas devem estar arqueadas para trás e as pernas, alongadas. Estique os dedos dos pés, deixando o peito do pé tocar no chão, e olhe para cima, mantendo o peito projetado para a frente.

8. Solte o ar e erga os quadris, fazendo, com seu corpo, um "V" invertido. Mantenha os pés inteiros no chão e tente esticar as pernas. Alongue toda a parte de trás do corpo. O pescoço fica relaxado e a cabeça, solta.




9. Inspire e ponha o pé direito entre suas mãos num único movimento. Talvez no começo você precise fazê-lo em dois estágios. Deixe a perna esquerda estendida, o peito do pé encostado no chão. Erga o olhar, mantenha o peito aberto.

10. Solte o ar e dobre o corpo para a frente, mantendo as mãos aos lados dos pés, como no exercício 3.


11. Repita o segundo movimento, agora erguendo o tronco: inspire, una as mãos e leve os braços para trás, arqueando a coluna e mantendo os pés firmes no chão.



12. Solte o ar enquanto volta à posição inicial. Olhe para a frente e mantenha os músculos da face relaxados. Sua cabeça e seus quadris devem estar alinhados sobre os pés. Respire algumas vezes e repita todos os movimentos, invertendo a perna que vai para trás no movimento 4.

antes de começar a prática

março 17, 2010

maravilha...

Para me fazer inveja, "alguém" (rsrsr) me ligou da Livraria Cultura para dizer que estava lá, que o cheiro era maravilhoso, e por ai vai... E eu aqui me retorcendo de vontade de apertar um botãozinho e ir prá lá. Pensou? Aí eu lembrei de dois livros que eu queria mas que não achei em nenhuma livraria por aqui e acabei não encomendando por que queria na hora. Santo imediatismo! Pedi para que este "alguém" pesquisasse se estes livros existiam por lá e não é que minutinhos depois recebo uma ligação dizendo que eu já possuo os dois. Que maravilha! Só tem um detalhe, vou ter que esperar o final de semana para colocar a mão e os olhos neles... E euzinha que já estou aqui com saudades deste "alguém", tenho mais dois motivos para esperar o sábado. Obrigada amorzinho!

hatha yoga - Como e para que serve


Este sistema que ficou conhecido no ocidente como o yoga do corpo, seria melhor entendido como o yoga através do corpo.

Esta foi a grande idéia dos antigos sábios que perceberam o corpo como um instrumento para experiências e treinamento de atitudes. Reconhecendo a estreita relação entre mente, corpo e espírito, o que o Hatha Yoga propõe é começar o caminho espiritual pelo mais fácil, a nossa manifestação mais grosseira, ou seja, o corpo. Sabiamente os exercícios “físicos” de yoga (asanas) encontram na nossa língua a palavra postura como melhor tradução.

Os padrões posturais têm relação direta com emoções, qualquer um pode reconhecer o estado deprimido de um amigo pela postura assumida, ou o estado tenso de alguém pela rigidez dos músculos. As emoções interferem direta e rapidamente no corpo, pessoas morrem na copa do mundo de futebol porque o time perde e também porque o time ganha.

O caminho inverso é o caminho do Hatha Yoga, fazer do corpo uma possibilidade de nos tornarmos amigos de nós mesmos, desenvolvendo um diálogo interno, um diálogo carinhoso na busca do autoconhecimento.

Se a interferência da mente no corpo é rápida e imediata, é preciso lembrar que a interferência do corpo na mente, não acontece na mesma escala. O corpo não poderia expor a mente à modificações constantes do nosso estado emocional. Seria péssimo para nossa saúde se cada vez que tivéssemos que mudar de postura para uma ação, isto interferisse em nossas emoções.

O que demonstra a necessidade da prática constante e regular.Assim, Hatha Yoga não é “o que se faz” é o “como se faz”. Não é a amplitude, mas, a atitude no momento do exercício que interessa.
A diferença entre deitar e relaxar, é yoga. A diferença entre ficar sentado ereto e meditar, é yoga. Sem a atitude adequada, sem a busca da estabilidade e conforto durante a prática, poderíamos reduzir todo o sistema a uma espécie de ginástica lenta. O problema começa quando o yoga chega ao ocidente e não consegue ser compreendido por uma cultura diferente daquela de onde veio.
Na nossa cultura, quando se trabalha com o corpo, a estética está em primeiro lugar.
O que leva a maioria das pessoas às academias é a vaidade.

Alguns praticantes desavisados acabam utilizando este sofisticado método, para tirar gordurinhas e celulites. Sem dúvida, é uma subutilização da técnica, fico imaginando os antigos “Gurus” preocupados com a estética ou com os produtos das grifes internacionais para a sua prática. Porém, todos são bem vindos ao yoga.

Seja qual for o motivo que atrai o praticante, cabe ao professor mostrar o mais rapidamente possível que o real objetivo desta disciplina é a busca de um estado mental adequado para que nós encontremos a nossa verdadeira natureza.

(texto do Professor Marcos Rojo - meu mestre)

texto daqui

março 16, 2010

para pensar...

pense bem antes de decidir FINGIR que não é nada...

me faz bem...

Uma casa de sessão da tarde,

com varandas...

Muitas varandas!


Dá até para ter aquela sensaçãozinha de fim de tarde no inverno, com aquele sol fraquinho entrando pela janela, o cheiro de bolo assando no forno e do café fresquinho que acabou de ficar pronto... Né?


imagens daqui

raffaello...


Adoro este bombom...
Na verdade, nem sei se é bombom, porque não tem chocolate. Ele é assim: uma casquinha revestida de coco, por dentro um creminho de sei lá o que gostoso com uma amêndoa... Uma delícia! É feito pela mesma empresa do Ferrero Rocher, então dá para imaginar, né? Como ainda é difícil de achar, o Lê sempre compra prá mim quando vê em algum lugar. Hoje ganhei um. Obrigada GGG!

março 14, 2010

normose...

"Lendo uma entrevista do professor Hermógenes, 86 anos, considerado o fundador da ioga no Brasil, ouvi uma palavra inventada por ele que me pareceu muito procedente: ele disse que o ser humano está sofrendo de normose, a doença de ser normal. Todo mundo quer se encaixar num padrão. Só que o padrão propagado não é exatamente fácil de alcançar. O sujeito "normal" é magro, alegre, belo, sociável, e bem-sucedido. Quem não se "normaliza" acaba adoecendo. A angústia de não ser o que os outros esperam de nós gera bulimias, depressões, síndromes do pânico e outras manifestações de não enquadramento. A pergunta a ser feita é: Quem espera o que de nós? Quem são esses ditadores de comportamento a quem estamos outorgando tanto poder sobre nossas vidas?

Eles não existem. Nenhum João, Zé ou Maria bate à sua porta exigindo que você seja assim ou assado. Quem nos exige é uma coletividade abstrata que ganha "presença" através de modelos de comportamento amplamente divulgados. Só que não existe lei que obrigue você a ser do mesmo jeito que todos, seja lá quem for todos. Melhor se preocupar em ser você mesmo.

A normose não é brincadeira. Ela estimula a inveja, a auto-depreciação e a ânsia de querer o que não se precisa. Você precisa de quantos pares de sapato? Comparecer em quantas festas por mês? Pesar quantos quilos até o verão chegar?

Não é necessário fazer curso de nada para aprender a se desapegar de exigências fictícias. Um pouco de auto-estima basta. Pense nas pessoas que você mais admira: não são as que seguem todas as regras bovinamente, e sim aquelas que desenvolveram personalidade própria e arcaram com os riscos de viver uma vida a seu modo. Criaram o seu "normal" e jogaram fora a fórmula, não patentearam, não passaram adiante. O normal de cada um tem que ser original.

Não adianta querer tomar para si as ilusões e desejos dos outros. É fraude. E uma vida fraudulenta faz sofrer demais.

Eu não sou filiada, seguidora, fiel, ou discípula de nenhuma religião ou crença, mas simpatizo cada vez mais com quem nos ajuda a remover obstáculos mentais e emocionais, e a viver de forma mais íntegra, simples e sincera.

Por isso divulgo o alerta: a normose está doutrinando erradamente muitos homens e mulheres que poderiam, se quisessem, ser bem mais autênticos e felizes."

(Martha Medeiros)

março 13, 2010

confiança...

"A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você."

(Ralph Waldo Emerson)

terra do nunca...

Todas as crianças crescem. Peter Pan não.

P.S.: Bom, né?

significados...

"Uma cidade é um mundo se amarmos um dos seus habitantes."
(Lawrence Durrell)

março 11, 2010

me faz bem...

tão bom voltar às aulas!

momentos...

"Nesta vida temos três professores importantes: o 'Momento Feliz', o 'Momento Triste' e o 'Momento Difícil'. O 'Momento Feliz' mostra o que não precisamos mudar. O 'Momento Triste' mostra o que precisamos mudar.O 'Momento Difícil' mostra que somos capazes de superar." (Mário Quintana)

março 10, 2010

olhar...

"Quando olho para dentro e vejo que nada sou, isso é sabedoria.
Quando olho para fora e vejo que sou tudo, isso é amor.
Entre esses dois caminhos minha vida gira"
(Nisargadatta)

cabelo liso ou ondulado?


Meu cabelo é naturalmente ondulado, isto me fez ser escrava da "escova" por muito tempo. Era meia hora no secador todos os dias e apesar da minha facilidade em modelá-lo, era um saco. Logo que surgiu a "onda das progressivas" eu fiz e odiei, por conta de ser muito fino, o cabelo ficou murcho, sem vida e euzinha fiquei parecendo um pirulito com cabelo. Daí corre lavar o cabelo duzentas vezes com shampoo anti-resíduos para diminuir o efeito do formol... Mas tudo isto teve um lado MUITO positivo para mim, é que o cabelo ficou tão liso que eu parei de secar com o secador para deixá-lo secar naturalmente e assim ficar com mais volume. Aí o tempo foi passando e eu fui acostumando com as ondinhas dele. Hoje, dois anos depois desta experiência trágica, uso frequentemente o secador apenas para secar e modelar a minha franja, já o restante do cabelo, deixo secar naturalmente. Depois de seco, uso um reparador de pontas e pronto, fica lindo. Todo mundo elogia e pergunta o que faço para deixá-lo assim. Eu mesma estranho muito quando me vejo em fotos mais antigas com aquele cabelo escorrido, fica bem melhor natural. Claro que não é todo mundo que pode fazer isto, porém a minha opnião é que o que precisamos mesmo é aprender a cuidar do que temos e conviver de forma pacífica com os nossos atributos, seja o cabelo ou o corpo. A tecnologia está aí para nos ajudar, porém não é necessário que nos tornemos artificiais, né? Mas isto é uma coisa que a gente só aprende depois de muuuuuuuuuuuito tempo...

gracinha...

Hebe
Muita saúde, muita vida e muitos momentos felizes!
Foi emocionante o seu retorno!
Sucesso!