novembro 27, 2009

ser grande...

Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive.
(Fernando Pessoa)

novembro 25, 2009

é só esperar...

"A verdade é que todo mundo vai te machucar ,
você só tem que decidir por quem vale a pena sofrer !"
(Bob Marley)

Aquela família IDIOTA (do meu progenitor pedófilo), pensa que vai conseguir me tornar "culpada"...
Recadinho para eles:
Vocês só são mais um ABACAXI que eu tenho para descascar e nada mais. É só esperar...

"FAMÍLIA é quem dá amor, quem se preocupa, quem liga...
O resto é um acidente INFELIZ!"
(Lyz Fatori)

"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer"
(Albert Einstein)


P.S.: Sou ótima com "abacaxis".

novembro 24, 2009

Deus é o meu refúgio...

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se projetem para o meio dos mares;
Ainda que as águas rujam e espumem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza.
Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o lugar santo das moradas do Altíssimo.
Deus está no meio dela; não será abalada; Deus a ajudará desde o raiar da alva.
Bramam nações, reinos se abalam; ele levanta a sua voz, e a terra se derrete.
O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Vinde contemplai as obras do Senhor, as desolações que tem feito na terra.
Ele faz cessar as guerras até os confins da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra.
O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
(Salmos 46)

novembro 18, 2009

chega de saudade...

Vai minha tristeza,
e diz a ela que sem ela não pode ser,
diz-lhe, numa prece
Que ela regresse, porque eu não posso mais sofrer.
Chega, de saudade
a realidade, É que sem ela não há paz,
não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim, não sai de mim, não sai
(Tom Jobim)

quase happy day...

Hoje é o niver da Mamys! Fiz um varalzinho cheio de bilhetes, desenhos e balões e pendurei na sala de jantar para ela ver assim que acordasse... Ela adorou! Mesmo assim, não comemoramos por conta de que estamos arrasadas com a perda da vózinha... É freud... De qualquer maneira, desejo que a próxima etapa da vida da minha mãe seja "maravilhosa", cheia de vitórias, conquistas e que ela encontre um amor que valha a pena!
Afinal, minha Mamys merece ser cada vez mais FELIZ!

TE AMO DIDI!

novembro 16, 2009

Não é tão simples assim...

Esquecer...

Superar...

Recomeçar...

Administrar a dor...

A falta...

É quase impossível...

A gente quer e até tenta, por que sabe que é assim que deve ser...

Mas não é tão simples assim...

Na verdade, não é NADA simples...

Por enquanto, fico com aquele trechinho da música do Roberto e do Erasmo:

É tão difícil olhar o mundo e ver
O que ainda existe
Pois sem você meu mundo é diferente
Minha alegria é triste...

P.S.: Saudade... Muita saudade...

perder...

Primeiro, não queremos perder...

É lógico não querer perder.
Não deveríamos ter de perder nada:
Nem saúde, nem afetos, nem pessoas amadas.
Mas a realidade é outra:
Experimentamos uma constante alternância de ganhos e perdas.

Segundo:
Perder dói mesmo.
Não há como não sofrer.
É tolice dizer não sofra, não chore.
A dor é importante.
O luto também.

Terceiro:
Precisamos de recursos internos para enfrentar a tragédia e a dor.
A força decisiva terá que vir de nós, de onde foi depositada a nossa bagagem.
Lidar com a perda vai depender do que encontrarmos ali.

A tragédia faz emergir forças inimagináveis em algumas pessoas.
Por mais devorador que seja, o mesmo sofrimento que derruba faz voltar a crescer.

Quando é hora de sofrer não temos de pedir licença para sentir, e esgotar, a dor.
O luto é necessário, ou a dor ficará soterrada, seu fogo queimando nossas últimas reservas de vitalidade e fechando todas as saídas.

Aprendi que a melhor homenagem que posso fazer a quem se foi é viver como ele gostaria que eu vivesse:
bem, integralmente, saudavelmente, com alegrias possíveis e projetos até impossíveis.
Primeiro, não queremos perder.
(Lya Luft)

novembro 12, 2009

dor...

"O mesmo sentimento que antes me trazia alegria
é o mesmo que hoje me faz chorar..."
(Pedro Paulo Milagres)

P.S.: É uma dor que Dorflex não cura e Doril não faz sumir (Lyz)...

novembro 09, 2009

minha vózinha...


Sempre tive medo deste dia e da dor que viria com ele, pois sabia que não seria fácil aceitar esta despedida...

Minha vó foi minha conselheira, minha amiga, meu porto seguro, meu exemplo de vida e de amor.

Foi ela quem deu a nós os netos, os melhores dias das nossas vidas, as melhores brincadeiras e as melhores histórias...

Nós sempre fomos grudadas e sempre nos entendemos bem.

Eu sempre a amei de todo meu coração e ela me amou incondicionalmente.

Ela e me considerava muito melhor do que eu sou de verdade e sempre acreditou em mim e eu queria ser melhor, porque não queria desapontá-la.


Era uma mulher humilde, que nunca aprendeu a ler nem escrever, porém foi sábia em suas decisões e forte em todos os obstáculos da vida.

Gostava de ajudar e estava sempre disposta a fazer algo para quem quer que fosse...

Fez inúmeros partos, e era tão valente, que sem ajuda de ninguém, trouxe ao mundo seis dos seus oito filhos.

Foi picada por cobra e quase morreu, mas foi corajosa o suficiente para matar outras inúmeras cobras. Orgulhosa sempre gostou de contar estas façanhas...

Suas histórias sempre foram coloridas, cheias de detalhes e mágicas...

Sua criatividade era incrível...

Gostava tanto de crianças que na igreja foi a vózinha de todo mundo...

Deixava a gente brincar em baixo do banco enquanto acontecia aquele culto chato...

No dia da santa ceia, ele sempre fazia pão e levava para a gente não ficar com vontade, e isto foi o motivo de uma história muito engraçada...

Nunca recusou um sorriso ou um carinho para os netos, mesmo depois de trabalhar um dia todo como faxineira...

Ainda posso lembrar de vê-la subindo a rua da minha casa após o trabalho e nós ficávamos tão felizes que corríamos para encontrá-la e abraçá-la...

Depois, a parte melhor era quando arrumava os colchões para dormir e contava casos da fazenda...

Quase nunca sentia frio, adorava plantas e nunca usou uma roupa preta...

Suas mãos eram sagradas, tanto para o trabalho como para as suas constantes orações, pois usava os dedos como método de lembrança para orar diariamente e incansavelmente por cada um dos filhos, netos e amigos, e quando se lembrava de algum possível esquecimento, voltava a orar...

Tinha uma memória excepcional e até o fim foi lúcida e sabia exatamente tudo o que se passava.

Ela gostava de comer mingau de aveia quando acordava e quase sempre dizia que estava com vontade de comer polenta...

Adorava um churrasco, não pelo sabor da carne, mas sim por que a família se reunia, aí ela dizia: Que beleza fia, tá todo mundo junto...

Ela tinha a pureza que hoje em dia é difícil se encontrar...

Seu versículo preferido da Bíblia era: Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união! E por esta união ela lutou até o fim.

Foi uma serva de Deus acima de tudo e ao contrário de muitos que professam uma fé de aparência, foi exemplo de cristã em todas as suas atitudes...

Atitudes estas, quase que perfeitas, que puderam mostrar à família e ao mundo o amor genuíno, verdadeiro, aquele que é descrito na Bíblia em I Coríntios 13. Além do amor, ela vivia o fruto do espírito: a alegria, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão.

Dona Maria Aparecida Fatori Rodrigues foi amor, porque viveu o amor e este exemplo de amor ficará em nós, onde quer que estejamos.

Foi uma jóia preciosa que Deus deu de presente para todos que tiveram o privilégio de viver alguns momentos com ela...

Pessoas estas não só as do seu próprio sangue, mas também muitos agregados que a vida gentilmente trouxe a ela.

Todos estes sempre foram recebidos com um sorriso sincero, um abraço gostoso e um coração pronto para abrigar qualquer um que quisesse seu amor...

Foi filha, irmã, esposa, mãe, avó, bisavó, tataravó e cristã exemplar...

Até o seu último dia, serviu de exemplo e teve a nossa admiração e a de todos os médicos e enfermeiros que diziam nunca ter visto uma paciente tão especial...

Especial e única!

Não sei como será nossa vida sem ela, mas tenho certeza que este mundo se tornou melhor por ter tido uma habitante tão doce.

Outra vez usando a Bíblia como referência, recorro ao salmista Davi quando disse que Confirmados pelo Senhor são os passos do homem em cujo caminho ele se deleita. Ele é generoso e a sua descendência é abençoada.

É assim que eu me despeço da melhor e mais linda vózinha do mundo, agradecendo a Deus, o privilégio que temos de ser seus descendentes.

E como em todas as vezes que nos despedíamos, vou dizer pela última vez:

TE AMO MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITO VÓZINHA!

Obrigada por tudo!

Sua neta Ly



ontem...

ela se foi...
que tristeza...

novembro 06, 2009

hoje...

tô muito triste...
minha vózinha tá pior...

declaração de amor...


queria te abraçar e poder te mostrar
o quanto você é importante pra mim...

o quanto me sinto bem quando estou com você...

P.S.: Agora dorme bem quietinho dentro do meu guarda-roupa...

novembro 05, 2009

errados...

"Os ausentes estão sempre errados."

(Provérbio Chinês)

por dentro de nós...

Recebi por email e achei incrível... Fotos do interior do Corpo Humano, tiradas com um super microscópio. O tamanho dos detalhes varia de 1 a 5 nanômetros (nanômetro é igual a UM BILIONÉSIMO DE MILÍMETRO). Dá uma olhadinha:

Língua com papila gustativa
Células dos cabelos de uma orelha

Células vermelhas do sangue
Ponta de um fio de cabelo maltratado
Neurônios
Placa nos dentes de quem pouco os escova
Coágulo sanguíneo, a parte mais clara é um leocócito
Alvéolos do pulmão
Células cancerosas no pulmão
(compare com a foto anterior)
Mucosa do intestino delgado
Óvulo humano sobre a cabeça de um alfinete
Espermatozóides tentando fertilizar um óvulo
Óvulo fertilizado com alguns espermatozóides remanescentes
Embrião humano de seis dias, alojando-se na parede do ventre

novembro 02, 2009

hoje estou...

Fazendo 31!
Pena que minha vózinha linda está no hospital.
Sem ela aqui, não tem comemoração.

" Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos, e ter energia bastante para realizá-los, a respeito de todas as dificuldades e obstáculos; uma só idade para a gente se encantar com a vida, e viver apaixonadamente, e desfrutar tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer; fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida, à nossa própria imagem e semelhança, e vestir-se com todas as cores, e experimentar todos os sabores, e entregar-se a todos os amores, sem preconceito nem pudor; tempo de entusiasmo e de coragem, em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo de novo, e quantas vezes for preciso; essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se presente, e tem a duração do instante que passa... doce pássaro do aqui e agora, que quando se dá por ele, já partiu para nunca mais..."
(autor desconhecido)