março 25, 2009

lei da atração...


Acordar mal humorada, derrubar o café na roupa e perder a chave do carro pode ser o início de um dia inteiro cheio de pequenos desastres. Controlar toda essa negatividade é fundamental para não atrair mais problemas para o seu dia, conforme o escritor Michael Losier. É a conhecidíssima lei da atração. A ciência olha para todas essas teorias com certa cautela, pois não há muitas pesquisas acadêmicas que comprovem que tudo isso realmente funciona. E ficar imune às tensões do dia a dia parece ser impossível. Como não se irritar com o trânsito caótico? E segurar a barra depois de um acontecimento muito triste?
Mas uma pitadinha de pensamento positivo pode realmente funcionar. De acordo com Maura de Albanesi, psicoterapeuta e diretora do Instituto de Psicologia Avançada, a mudança deve começar no íntimo de cada pessoa, isto é, identificar tudo aquilo que faz você se sentir mal e aceitar a ajuda profissional. Desejar mudar é o primeiro passo para começar a colocar a arrumação interna em prática.
“Podemos mudar, ser um pouco menos vulnerável e mais feliz se seguirmos alguns métodos da psicologia e cuidarmos mais dos nossos pensamentos”, diz ela. “Mas nunca seremos completamente imperturbáveis, pelo menos enquanto formos seres humanos”, completa.

7 segredinhos para viver melhor

A psicoterapeuta selecionou algumas dicas para mudar a sua vida e transformar os pensamentos:

1 - Controle pensamentos e emoções perturbadoras. Em outras palavras, pense positivamente para contagiar a si próprio e as pessoas ao redor. Volta e meia a gente percebe que está com um pensamento fixo no problema. Não deixe isso acontecer.
2 - Inclua na sua rotina ações que fazem você se sentir bem. Parece fácil, mas é preciso ter disciplina. Se uma caminhada no parque te deixa feliz, acorde meia hora antes e faça isso tantas vezes quanto possíveis na semana.
3 - Viva o presente. O passado não pode voltar mais e o futuro depende das suas ações no presente.
4 - Torne-se menos vulnerável a ações, palavras e circunstâncias exteriores.
5 - Abandone hábitos e atitudes destrutivas como, por exemplo, frequentar lugares com baixa vibração energética.
6 - Estabeleça relações saudáveis, ou seja, evite pessoas que estão sempre com baixa energia e pensamentos negativos.
7 - Cultive emoções positivas que conduzem à verdadeira plenitude interior. Você é tão vulnerável às baixas vibrações quanto às boas; por isso, escolha bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

fico feliz quando leio o seu recadinho...
obrigada!